Trupe dos Cirandeiros do Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte – Seduce/GO apresenta: A caravana da ilusão

unnamed

Release:

A Trupe dos Cirandeiros – Núcleo de Criação Artística é formada por artistas/professores licenciados em Artes Cênicas que têm por meta criar repertórios/espetáculos que ampliem o universo artístico de estudantes, ao mesmo tempo em que pretende possibilitar o desenvolvimento de metodologias interdisciplinares para os professores de arte.

O espetáculo partiu do momento peculiar em que vivemos hoje como forma de ampliar o senso crítico da plateia em relação ao papel da arte e do artista na sociedade. Ele é bastante rico nesse aspecto, pois estabelece de forma poética o questionamento sobre as expectativas do artista em sua busca, levando à reflexão sobre o papel da arte e, principalmente, do artista como sendo representante da cultura na sociedade.

Na peça, a partir da morte do pai, líder da trupe, os integrantes da Caravana da ilusão se deparam com o medo ante a possibilidade de a tradição familiar findar e se tornam responsáveis pelas escolhas e suas consequências, em meio à estranha força que os impulsiona a seguir seus próprios caminhos.

Assim entendemos nossa arte: uma estranha força que nos impulsiona a seguir nossos caminhos, mesmo quando a dúvida e a incerteza se instalam em nossa estrada. Conforme escreveu Alcione Araújo na peça: “movidos, quem sabe, pela fé e a esperança que nos vem no sangue desde tempos imemoriais”.

A nossa caravana da ilusão levanta um grande questionamento:

O artista se tornou maior que a própria arte?

Sinopse:

A caravana da ilusão conta a história de três irmãos artistas saltimbancos recentemente órfãos de pai que, acompanhados por um músico mudo, caminham por uma estrada em que se encontra uma encruzilhada. Indecisos diante de direções que levam para lados opostos, eles só têm uma certeza: um desses caminhos permite a continuação da história da trupe e do seu trabalho artístico e o outro traz o perigo iminente do desmembramento do grupo e o fim da história daqueles artistas. Numa parada para descansar e matar a fome de respostas, a trupe encontra outra personagem da história. Ziga, uma triste cigana, que a partir desse momento os obriga a tomarem uma decisão.

Ficha Técnica:

Texto: Alcione Araújo

Adaptação e construção dramatúrgica: Trupe dos Cirandeiros

Direção geral: Luz Marina de Alcântara

Direção artística: Altair de Sousa

Preparação Cênica: Franco Pimentel

Preparação vocal: Sheila di Paiva

Iluminação: Altair de Sousa

Cenografia: Adriana Rufino e Daniel Herrero

Trilha sonora original: Rodrigo Mota

Figurino: Késsia Coutinho

Acessórios: Carlos Catini e Késsia Coutinho

Produção de figurinos: Dona Marieta, Késsia Coutinho e Marcia Zenha.

Maquiagem: Franco Pimentel

Adereços: Ateliê Ciranda da Arte.

Elenco:

Victor Melo/ Hilton Junior/ Ivone Cruz/ Rodrigo Mota/ Gabriela Lima

Programação Visual: Daniel Herrero

Assessoria de Imprensa: Evangicléia Sousa, Edilene Paiva

Revisão Textual: Gismair Teixeira  

Produção Executiva: Marcelo Carneiro

Produção geral: Jayme Marques

Apoio de produção: Cristiane Santos, Mara Veloso, Ilka Portela, Margaret Melo, Flávia Honorato e Ieda Santos

Registro: Iasmim Kudo e Layza Vasconselos

Realização: Trupe dos Cirandeiros

CONTATOS DO GRUPO:

(62) 3261-9200 – Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte – Secretaria de Educação, Cultura e Esporte.

SERVIÇO

Data: 24/11

Local: Espaço Sonhus

Horário: 19 e 20:30h aberto para a comunidade

Mais informações: (62) 3261-6619

Imprensa/Ciranda da Arte:

ENTRADA FRANCA

 

Comentários estão fechados