Ciranda da Arte e NAAH/S contemplam estudantes no Projeto Talentos de mãos dadas – Ateliê das Artes Visuais

banner_naahsss

A Secretaria de Educação, Cultura e Esporte por meio do Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte e o NAAH/S (Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação), selecionou estudantes da rede estadual de ensino para participarem de oficinas de Artes Visuais com profissionais da área. O Projeto intitulado: Talentos de mãos dadas – Ateliê das Artes Visuais foi lançado na quarta-feira (08/03) e está em execução. As oficinas ocorrem todas as quartas-feiras no Ciranda da Arte.

O NAAH/S (Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação), é responsável pela descoberta e acompanhamento dos alunos com potencial elevado em várias áreas do conhecimento, inclusive nas áreas artísticas. O diretor Ariovaldo Simões Silva comenta sobre o caminho percorrido para atender a esses estudantes: “foram encontrados vários desafios, a começar pelo reconhecimento dessas habilidades do estudante nas escolas, pois são enes obstáculos para que os alunos sejam notados.”  O diretor frisa a importância de profissionais com olhar e análise sensíveis para identificar o estudante nas escolas: “a partir do momento em que o professor de AEE (Atendimento Educacional Especializado), do ensino regular, a coordenação, a direção tem um olhar diferenciado para a habilidade que ele manifesta, aí sim, ele tem esse reconhecimento e é encaminhado para o NAAH/S para que essas habilidades sejam potencializadas. Como não temos especialidades na área de Arte, então solicitamos ao Ciranda da Arte essa avaliação, e posteriormente a contemplação para participar do projeto,” finaliza Ariovaldo.

A coordenadora do projeto Talentos de mãos dadas – Ateliê das Artes Visuais, Maria Cristina Alcântara, afirma sentir-se realizada com a implementação e o andamento do projeto e fala da importância da parceria com o Ciranda: “estou ansiosa e minha expectativa é que os alunos se desenvolvam bem, obtenham algo além do que eles já sabem. Apesar de possuírem alguma técnica, tenho certeza que os profissionais do Ciranda da Arte tem muito a somar. A cada semestre mostraremos o progresso com o resultado dos trabalhos, para a escola, pra família e sociedade.”

Às vésperas do lançamento do projeto, o NAAH/S firmou parceria com o Instituto Engecred, que é o ramo de responsabilidade social do Sicoob Engecred-GO. A Diretora Executiva, Márcia Mesquita Bomfim relata que “a ideia é seguir os valores do instituto, e cuidar principalmente da educação. Temos profissionais de coaching kids para acompanhar estes estudantes, nosso projeto é inserir as crianças em escolas especializadas, afinal nosso foco é transformar vidas e mais vidas.”

A estudante Maressa Cryff, conta que começou a desenhar aos 4 anos de idade por incentivo da irmã mais velha, que também desenha. Desde então, passavam horas criando estorinhas e ilustrando-as com os mais variados personagens. Ao desenhar, Maressa apresentava personagens da idade dela com expressões de tristeza, alegria, raiva, detalhes admiráveis para uma criança nessa idade. Hoje, aos 14 anos, ela tem se destacado na escola onde estuda, Colégio Estadual Jardim Europa e foi contemplada no Projeto Talentos de mãos dadas -Ateliê das Artes Visuais para participar das oficinas de desenho. A estudante afirma: “o projeto é essencial pois irá aperfeiçoar o meu dom.”

A Cirandeira Ana Rita Oliari, coordena o diálogo e as demandas entre o NAAH/S e o Ciranda.  Ela pontua que: “a sensação é que estes alunos estavam perdidos e poderiam ficar estagnados”. E prossegue: “hoje fico muito emocionada por ver o lançamento de um projeto antigo, oferecendo a possibilidade de ampliar as técnicas destes estudantes.”

Comentários estão fechados