IGI – A Arvore da Vida

banner_GET

SERVIÇO

Data: 15/09 – sábado Local: Teatro SESC Centro (Rua 15, esquina com rua 19, Centro – Goiânia) Horário: 17hs

Ingressos: R$ 14,00 – Inteira/R$ 7,00 – Meia/R$ 5,00 – Trabalhadores do comércio e dependentes/R$ 6,00 – Conveniados

Venda de ingressos: https://www.bilheteriadigital.com/teatrosesccentro ou na bilheteria do teatro.

GRUPO: GET – Grupo Experimental de Teatro (GO) – Gênero: Teatro para crianças – Classificação indicativa: Livre – Tempo do espetáculo: 50 minutos

SINOPSE:

Dois menestréis chegam para apresentar um espetáculo, mas em função de uma amnésia de ambos, precisam ser ajudados pelo bom e velho baleeiro da plateia que conta uma lenda ancestral: IGI: A ÁRVORE DA VIDA.

Essa história fala de OJÚÀRE (olhos inocentes), um jovem rapaz que, para recuperar a saúde e felicidade de sua mãe OKANÌFÉ (coração de amor), e aconselhado pelo adivinho da aldeia, vai encontrar a “folha da vida” que habitava no ponto mais alto da copa da árvore mais antiga da aldeia: O BAOBÁ.

Nessa viagem ele encontra alguns amigos e vários obstáculos, conseguindo sempre superá-los através da inteligência e dos bons sentimentos. Ao fim dessa intrépida viagem, ele não encontra exatamente o que espera, mas algo muito mais valioso, que transforma completamente os rumos de sua vida.

 

RELEASE:

IGI – A ÁRVORE DA VIDA tem uma trama desenvolvida em um ambiente ancestral africano onde o protagonista, em uma viagem fantástica por dentro de uma árvore (o baobá) em busca da folha sagrada que curará sua mãe, esbarra em seres mitológicos africanos, e aguça e põe sua inteligência em prova, aprende sobre ecologia e respeito à criação, amadurece suas impressões gerais e finalmente cresce: passa de menino a homem, sendo esta a folha sagrada que ele conquista.

O espetáculo “IGI – A Árvore da Vida” tem classificação livre e é direcionado principalmente a crianças e jovens, mas por se tratar de uma encenação permeada de humor e dinamismo, este se torna um espetáculo que diverte e emociona não só nosso público alvo, mas também os adultos que acompanham essas crianças.

Este espetáculo foi concebido no propósito de apresentar a mitologia africana não mais como uma faceta “folclórica” imprecisa e deturpada em suas informações e elementos, mas sim como a poética saga de nossos ancestrais reis, heróis, sacerdotes, guerreiros, desbravadores e líderes políticos que mudaram os rumos de seus povos e consolidaram o indelével papel do continente africano na formação da sociedade mundial.

IGI – A árvore da vida resgata a história de um povo que é parte fundamental da história DE NOSSO PAÍS. Um espetáculo que busca através das lendas, da mitologia, da fantasia, colocar de forma definitiva a etnia africana no lugar onde ele deve estar na HISTÓRIA do brasil.

Esta peça mostra em seu inebriante universo estético de formas, cores, sons, volumes e muitas emoções, a beleza, e a universalidade que reside na diversidade cultural, social e histórica; mostrando que o amor, a mais perfeita definição de Olodumare (Deus), está em todo o lugar. Porém, a despeito de toda a avançada tecnologia que interliga o mundo inteiro e fortalece as redes de comunicações, ainda temos em nosso país certa insuficiência no intercâmbio do fazer artístico.

 

FICHA TÉCNICA:

Texto: Bruno Bacelar

Adaptação: Grupo Experimental de Teatro

Direção geral: Luz Marina de Alcântara

Direção artística: Altair de Sousa

Preparação em canto: Sheila di Paiva

Preparação em percussão: Rodrigo Mota

Preparação em dança afro: Cristiane Santos

Iluminação: Altair de Sousa

Cenografia: Alberto Tolentino

Adereços, bonecos e objetos de cena: Adriana Rufino, Késsia Coutinho, Marcia Zenha e Carlos Catini

Trilha sonora original: Rebeca Vazquez

Direção Instrumental: Rodrigo Mota

Maquiagem: Franco Pimentel

Figurino e Bonecos: Késsia Coutinho

Acessórios: Carlos Catini

Elenco:

Cadu Freitas

Hilton Junior

Bruno Ponciano

Rodrigo Mota

Raquel Rosa

Ivone Cruz

Assessoria de imprensa: Grupo Experimental de Teatro

Fotografia: Layza Vasconselos, Luiz Eduardo Carneiro, Carlos Catini

Direção de produção: Grupo Experimental de Teatro

CONTATOS DO GRUPO:

(62) 3261-9200 – Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte – Secretaria de Educação, Cultura e Esporte.

Comentários estão fechados